A Igreja é a coluna (mestra) e sustentáculo (preservadora) da verdade – 1º Tim 3,15

~~~~~~~~

É importante falar de Deus, das coisas de Deus, sem tirar os pés do mundo, pois estamos nele, embora que não sejamos dele. O Viver em Deus, fala de Deus, dos fatos da Igreja, do meio cristão católico. O Viver em Deus não é fechado em si mesmo, portanto faz também a apresentação de obras de outros sites católicos, o que, aqui, mais se evidencia, no intuito da divulgação e conhecimento dos mesmos. UM BLOG A SERVIÇO DA IGREJA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. Sejam todos bem - vindos!

~~~~~~~~

Quando neste blog é falado, apresentado algo em defesa da Igreja, contra o protestantismo, é feito com um fundo de tristeza ao ver que existem "cristãos" que se levantam contra a única Igreja edificada pelo Senhor Jesus no mundo. Bom seria se isto não existisse, a grande divisão cristã. Mas os filhos da Igreja têm que defendê-la.

Saibam, irmãos(ãs), que o protestantismo, tendo que se sustentar, se manter, se justificar, terá que ser sempre contra a Igreja católica (do contrário não teria mais razão de sê-lo) ainda que seja pela farsa, forjar documentos, aumentar e destorcer fatos (os que são os mais difíceis para se comprovar o contrário pelos cientistas católicos, pois trata-se de algo real, mas modificado, alterado para proveito próprio.) E tentarão sempre atingir a Igreja na sua base: mentiras contra o primado de São Pedro, contra o Papa e sua autoridade, contra o Vaticano, contra a sua legitimidade, e outros tantos absurdos. São, graças a Deus, muitos sites católicos que derrubam (refutam) estas mentiras, provando o seu contrário, bastando portanto se fazer uma pesquisa séria, por exemplo, com o tema: cai a farsa protestante, refutando o protestantismo, etc. O Espírito Santo jamais abandona sua Igreja. Que saibamos, por este Espírito, amar aos protestantes que não participam destas ações malignas, e aos que se incumbem destas ações, os inimigos da Igreja, que saibamos, ainda que não consigamos amá-los o bastante, ao menos respeitá-los em sua situação crítica perante Jesus e desejar a eles a conversão e a Salvação de Nosso Senhor Jesus. "Se soubéssemos verdadeiramente o que é o inferno, não o desejaríamos ao pior inimigo".

~~~~~~~~

Notas Importantes

*O marcador “IDOLATRIA”, na seção TEMAS, abaixo, à esquerda, assim está exposto com a função de desmentir as acusações de idólatras aos católicos, outras vezes também denunciando que estes próprios acusadores cometem a idolatria ao dinheiro, entre outras.

*Os anúncios que aparecem neste blog podem porventura não serem compatíveis com a doutrina católica, por escaparem da filtragem do sistema. Aconselha-se a quem se incomodar com estes anúncios, atualizar a página do blog até que eles sejam modificados.

*Ao usar o telemóvel escolha a opção “visualizar versão para a web”, localizada abaixo da opção “página inicial” , para que sejam utilizados todos os recursos apresentados na página como vista no computador.

~~~~~~~~

Para uma melhor visualização, abra o zoom de sua tela em 90%, ou de acordo com o seu encaixe

Tradutor

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Estudos confirmam a veracidade do local do túmulo de S. Paulo Apóstolo

Altar sob o qual está enterrado São Paulo em Roma


Ciência Confirma a Igreja



Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs


No ano do segundo milênio do nascimento do Apóstolo das Gentes, o grande São Paulo, ficou confirmada a localização do túmulo do apóstolo martirizado em Roma.

Os restos de São Paulo foram venerados continuadamente durante séculos sob o altar papal da basílica de São Paulo extramuros (San Paolo fuori le mura, Roma).

Seu martírio ocorreu, porém, no local da atual abadia das Três Fontes.

Em tempos pagãos, nesse local havia um pântano. Quando os imperadores queriam fazer “desaparecer” um cristão sem chamar a atenção, o levavam lá para martirizá-lo.

São Paulo morreu decapitado. Sua cabeça foi posta sobre uma coluna e na hora tremenda do martírio caiu dando três tombos. No local de cada tombo abriu-se uma fonte.

Na Idade Média foi erigida uma abadia beneditina que existe até hoje, sendo visitada pelos peregrinos. É a Abbazia delle Tre Fontane. Na Renascença foi erigida riquíssima igreja sobre as três fontes. Há um magnífico altar sobre cada uma delas. (foto embaixo)

Na abadia das Três Fontes foram construídos três altares
sobre os pontos onde rolou a cabeça do mártir e brotaram três fontes.

Poucos viajantes e peregrinos sabem, mas quando eles vão do aeroporto de Roma para a cidade, passam quase ao lado deste famoso local.

A piedosa devoção ao túmulo do Apóstolo Paulo, instalado sob o altar mor da basílica de San Paolo fuori le mura, atraiu multidões de peregrinos.

Nos tempos de fé ninguém fazia muita questão de conferições ou confirmações científicas da tradição oral transmitida de geração em geração.

O bom senso e a evidência dos testemunhos confirmavam a veracidade do fato.

Mas, na nossa época espalha-se, por vezes, uma ojeriza contra a tradição, sobre tudo quando é piedosa, como se fosse sinônimo de superstição carente de fundamento histórico.

Agora, neste segundo milênio do nascimento do grande Santo, as conferições foram feitas.

Os estudos e análises começaram em 2007.

Fiéis rezando e redigindo pedidos junto ao túmulo de São Paulo Apóstolo
Desfazendo toda dúvida, o sarcófago foi localizado onde sempre se acreditou estar, inviolado durante muitos séculos.

Os peritos perfuraram o túmulo e introduziram uma sonda especial. A sonda reportou a existência de um riquíssimo tecido de linho cor púrpura, recoberto de ouro e mais um pano azul com filamentos de linho.

A sonda verificou também a presencia de grãos de incenso vermelho.

Pequeníssimos fragmentos ósseos de ali extraídos passaram pelo teste do carbono 14. Este foi feito por especialistas que não conheciam a procedência das amostras. Eles concluíram pertencer a uma pessoa que viveu entre os séculos I e II da era cristã.

Todos estes dados foram feitos públicos pelo próprio Papa Bento XVI, então reinante.

Aos olhos dos especialistas estes indícios concordantes com a tradição inconteste de muitos séculos confortam a ideia de se tratarem dos restos mortais do Apóstolo das Gentes. Pode se esperar ainda novos estudos e análises.

Título Original: Sim! Aqui está o túmulo de São Paulo Apóstolo ! Testes confirmam

 
Site: Ciência Confirma a Igreja
Editado por Henrique Guilhon

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Sínodo dos bispos sobre Juventude na reunião do Consep



CNBB

O tema central será: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”

O Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da CNBB, com a presença de todos os membros, esteve reunido na sede da Conferência nesta quarta-feira, 14 de fevereiro, com ampla pauta de discussões e reflexões. Entre os assuntos da reunião estiveram o tema da Campanha da Fraternidade de 2018, Mensagem do Papa Francisco para o Dia das Comunicações a ser realizado em 28 de maio e o tema do Sínodo sobre a Juventude “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. Esse último foi apresentado pelo presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília (DF).

Dom Sergio disse que nos encontramos na fase de coleta das contribuições de toda a Igreja para a formulação das linhas gerais do próximo Sínodo dos Bispos. A complexidade dos dois temas, juventude e vocação, pede uma atenção especial tanto das Igrejas Particulares como das conferências episcopais. “Há uma ênfase na sinodalidade”, disse dom Sergio, por parte do Santo Padre que procura valorizar essa fase estimando essa fase preparatória. “Da nossa parte, vamos ressaltar aquilo que for comum na diversidade brasileira”, concluiu dom Sergio.

Dom Leonardo Steiner, secretário-geral, informou que como ocorreu das últimas ocasiões de realização de sínodos, a CNBB procurou oferecer à secretaria do Sínodo tanto o vasto material que chegou à sede nacional como também uma síntese devidamente preparada por uma comissão constituída para essa tarefa. 


Dom João Bosco, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Vida e Família, sugeriu que a Pastoral Familiar continue empenhada na preparação desse Sínodo uma vez que a juventude está muito presente na Exortação Amoris Laetitia. Dom Vilsom Basso, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, informou sobre as iniciativas com os bispos referenciais para aproveitar pastoralmente com a juventude na preparação para o Sínodo: “nossa comissão está na expectativa e disponível para aproveitar essa ocasião de percorrermos esses dois anos de preparação”.

Dom Sergio ainda lembrou que é preciso dar atenção especial – nas respostas que estão sendo dadas – a consideração sobre a dupla temática: juventude e vocação. Dom Guilherme Werlang, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Caridade, Justiça e Paz destacou a importância de ouvir as variadas “juventudes”, tendo em vista também algumas situações específicas como juventude indígena, nas favelas e a juventude presente nas prisões. Dom Leonardo ainda lembrou que além das comissões de juventude das dioceses, os bispos podem incluir outras pastorais na elaboração das contribuições. Todas as contribuições devem ser enviadas pelas dioceses para a CNBB que enviará o material para a secretaria do Sínodo, no Vaticano, em outubro deste ano.

Foto: Maurício Sant´Ana


Site: CNBB
Editado por Henrique Guilhon

domingo, 12 de fevereiro de 2017

As causas mais comuns de opressão e possessão do inimigo

Vera Petruk


Aleteia

Se não existe nenhum item desta lista em sua vida, basta confiar em Deus, fazer sua vontade e ficar em paz


Podemos aqui ter um leque de respostas para esta questão, mas existem sempre algumas causas que se destacam mais naquilo que já vi, li e ouvi; e as principais causas são que podem nos colocar em situações de perigo são:

1. Fazer um pacto com o demônio:

Muitas pessoas em busca de repostas para suas vidas, em busca de fama, sucesso, dinheiro, bem estar, buscam o demônio para que ele lhes conceda tudo isso de maneira mais fácil, sem esforço e com resultados imediatos. Muito mais pessoas do que imaginamos buscam o demônio para com ele selar um pacto, selar um acordo. Não pensem que somente pessoas inocentes caem nas garras do demônio, não; existem pessoas totalmente esclarecidas que fazem esta opção de pacto com o demônio.

Muitas pessoas de livre e espontânea vontade, buscam o demônio, querem os seus benefícios, mesmo que isso lhes custe a Eternidade sem Deus. E por isso se envolvem em casos verdadeiramente absurdos e diabólicos para conseguir tais feitos. Se sujeitam por vezes aos mais baixos tipos de realidades, sacrilégios, orgias e até mesmo sacrifícios humanos para ter um acordo com diabo e seus benefícios.

2. Buscar a Cultos Satânicos ou toda a forma de Ocultismo:

Aqui também existe uma grande quantidade pessoas que escolhem por estas coisas relacionadas a seitas Satânicas, Seitas Ocultistas mesmo sabendo que não são de Deus, e é claro que como não existe o que chamam de entidades, mortos que falam, mortos que voltam, mortos que escrevem, estas pessoas estão tendo contato diretamente com demônios disfarçados de familiares, disfarçado de amigos, de anjos bons e coisas do tipo; e ai acabam caindo nas garras do demônio.

Neste caso é mais comum pessoas com problemas financeiros, sentimentais, doenças e coisas do tipo buscarem algum tipo de seitas para conseguir uma solução, e acabam lhe dando diretamente com o demônio, quer por ignorância ou consciente; o demônio não quer saber se a pessoa tinha consciência ou não do que fazia, ele somente quer ter influencia sobre a vida dela…

Encontrei já com diversos casos de desespero das pessoas, e porque não sabiam a quem recorrer, recorrem a bruxos, magos, espiritas, benzedeiros, cartomantes, seitas e tudo relacionado.

Não procuraram diretamente um contato com o demônio, mas acabou que se encontraram com ele por meio destas entidades que em cada lugar ou seita, se apresentam com um nome diferente. Se encontraram de uma forma ou de outra com a ação do Demônio.

3. Que um pai ou uma mãe tenham consagrado ou oferecido seu filho a Satanás:

Por incrível que pareça ainda existem muito destas realidades; em geral acontece com pessoas que já estão envolvidas em certos graus de seitas e cultos Satânicos que fazem esse tipo de oferta.

Entregam e consagram os filhos ao demônio, como uma forma de agradecimento, de oferta a algo alcançado, ou como forma de querer algo no futuro para beneficio próprio.

É muito triste, mas é real! E estas consagrações ganham mais força e maiores problemas no futuro se estas consagrações acontece de pai e mãe. Se uma outra pessoa oferecer ou consagrar um bebê ao demônio num rito ou algo parecido, a influencia direta do demônio não terá a mesma forma e nem a mesma força se um pai ou uma mãe fizer tal monstruosidade.

Mas a verdade é que ainda estas consagrações acontecem. Umas oferecem diretamente seus filhos em Seitas Satânicas, sabendo que são aos Demônios que estão oferecendo.

Outras acham que as realidades de entidades não se trata de espíritos Malignos, e oferecem seus filhos para tais entidades; que em si nao faz muita diferença nos resultados; pois de uma forma ou de outra quem as recebe é o Demônio.

4. A Maldição:

Se uma pessoa faz uma maldição à outra e pede para que o demônio a atinja de algum modo, pode ser que isso de fato aconteça. Isso irá depender de dois fatores importantes:

* Da vontade de Deus em permitir isso;
* E de como esta pessoa esta vivendo sua vida com Deus;

Eu já acompanhei muitos casos na qual pessoas ficaram possessas devido a maldições que lançaram sobre ela, trabalhos feitos e oferecido a demônios, mas estas pessoas não viviam uma vida em Deus e andavam de pecado em pecado, abrindo uma grande brecha para o demônio atingi-las.

É claro que Deus jamais permitiria que toda maldição jogada sobre nós tivesse consequências maléficas. Na maioria das vezes 95% das maldições que é jogada contra as pessoas não tem efeito nenhum, por isso nem precise ter medo.

Estes são os fatores mais frequentes que as pessoas se envolvem e que em geral acabam sendo relacionados a possessão diabólica ou então a uma forte opressão do Demônio.

Lembrando que uma possessão somente acontece quando se abre uma porta direta ao demônio para que ele entre. Ou em casos muito raros, a possessão também acontece pela permissão de Deus, para que esta pessoa passe por um tempo de purificação, como já aconteceu com alguns santos.

Importante saber: Quanto mais se tem uma vida espiritual e de oração, mais protegida a pessoa estará contra qualquer tipo de ataque ou influência do demônio. Por isso não é preciso se preocupar.

Título Original: Quais são as principais causas de uma Possessão ou Opressão diabólica?


Site: Aleteia
Editado por Henrique Guilhon

sábado, 11 de fevereiro de 2017

A dor do amor - entendendo a razão desta dor

Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com


Adriano Gonçalves

Entenda por que o amor dói

Um dia, alguém me disse que o amor, para ser amor, tinha de doer. Não acreditei muito nisso, mas hoje percebo que é verdade, pois amar é morrer a cada dia para as nossas vontades, é buscar sempre o último lugar, é querer antes a felicidade do outro que a nossa. Tudo isso é muito doloroso, pois dentro de nós há um desejo de sermos reconhecidos pelo que fazemos, um desejo de sermos retribuídos da mesma forma.

O verdadeiro amor é gratuito, não pede nada em troca, é silencioso, discreto e exigente. Alguns dizem que o amor é um verbo; outros, que é um sentimento; uns, que é uma decisão, mas o que mais me chamou à atenção foi ouvir que ele é um comportamento, pois se alguém me magoa ou me decepciona, vou continuar amando-o, pois o amor dentro de mim é maior que essa frustração. Isso não é ser falso, é ser verdadeiro, pois se fosse um sentimento, na primeira decepção deixaríamos de amar.

Por que o amor dói?

O amor dói, porque exige esse comportamento de sempre esperar, sempre acreditar e descobrir jardins em meio a desertos de tantos corações. Corações feridos por causa de um mundo que prega o amor fútil, de conveniência, de prazer e que vai formando, hoje, pessoas cada vez mais insensíveis, com medo de amar, pois já sofreram muito com esse “tal de amor”, vivido de forma incoerente, que escraviza e oprime, ilude e até mata.

Jesus soube viver de forma tão humana quanto divina esse amor-comportamento; na verdade, foi Ele quem nos deixou o caminho livre para vivê-lo. Ele sim amou verdadeiramente até doer, sofreu, porque nos amou incondicionalmente.

Aliás, o amar e o sofrer andam lado a lado, pois o amor não nos impede de sofrer, assim como o sofrimento também não nos impede de amar. Mesmo que doa, você deve continuar amando. Interessante que o amor “doa”, visto que essa palavra tem um duplo sentido: doa de “doer” e de “doar”. Faça de sua forma de amar a alegria para os outros e você verá que essa dor de amor é algo sublime e simples.

Bom, a decisão é sua para levar essa novidade tão antiga a esse mundo tão carente do amor verdadeiro.

Se até hoje não amamos, talvez seja porque não tenhamos sido amados. Dê o primeiro passo e ame, pois o amor que cura é o amor que damos aos demais. Então, você perceberá que vale a pena amar, mesmo doendo.

Deus abençoe você.


Adriano Gonçalves

Mineiro de Contagem (MG), Adriano Gonçalves dos Santos é membro da Comunidade Canção Nova. Formado em filosofia e Psicologia. Atua na TV Canção Nova como apresentador do programa Revolução Jesus. É autor dos seguintes livros: “Santos de Calça Jeans”, “Nasci pra Dar Certo!”, “Quero um Amor Maior” e ” Agora e Para Sempre: como viver o amor verdadeiro”.

Título Original: Amar dói


Site: Formação Canção Nova
Editado por Henrique Guilhon